EletricidadeGrandeza Elétrica

Glossário de Eletricidade

Algumas informações sobre termos mais comuns em eletricidade.

°C
Celsius

°F
Fahrenheit

CA
Corrente Alternada.

Precisão
A precisão de um testador digital é definida como a diferença entre a leitura e o valor real de uma quantidade medida em condições referenciais. A precisão é especificada no formato: (±xx% rdg ±xx dgt) O primeiro valor identifica um percentual de erro relativo à leitura, o que significa que ele é proporcional à entrada. O segundo valor é um erro, em dígitos, que é constante independentemente da entrada. “Rdg” significa reading (em inglês, leitura) e “dgt” significa digits (dígitos). Dgt indica as contagens do último dígito significativo do display digital e é geralmente usado para representar o fator de erro de um testador digital.

Potência Ativa
Um termo usado para indicar a potência quando é necessário distinguir entre a Potência Aparente, a Potência Aparente, a Potência Complexa e seus componentes e a Potência Ativa e Reativa. Consulte Ampère/Hora

Ampère (A)
A unidade que expressa a taxa de fluxo de uma corrente elétrica. Um Ampère é a corrente produzida por uma diferença de potencial de um volt em uma resistência de um ohm; uma corrente elétrica fluindo a uma taxa de um coulomb por segundo.

Ampère/Hora (Ah)
O uso de um Ampère por hora.

Medidor de Ampère/hora
Um medidor de eletricidade que mede e registra o todo, em relação ao tempo, da corrente de um circuito ao qual ele é conectado.

Potência Aparente (volt-ampère)
O produto da tensão aplicada e da corrente em um circuito de CA. A potência aparente, ou volt-ampère, não é a potência real do circuito, pois o fator de potência não é considerado no cálculo.

Largura de banda
A capacidade de transporte de dados de um caminho de transmissão, medida em bits ou bytes por segundo.

Calibração
O ajustamento de um dispositivo para que a saída esteja dentro de uma faixa especificada para valores específicos de entrada.

Capacitância
1) A proporção de uma carga impressa em um condutor em relação à alteração correspondente no potencial. 2) A proporção da carga em qualquer condutor de um capacitor em relação à diferença de potencial entre os condutores. 3) A propriedade de acumular carga elétrica.

Capacitor
Um dispositivo elétrico que tem Capacitância.

Cátodo
1) O eletrodo negativo que emite elétrons ou íons negativos, atrai íons positivos ou os acumula em uma célula de tensão ou outro dispositivo similar. 2) O pólo negativo de uma bateria.

CEE
International Commission on Rules for the Approval of Electrical Equipment. Uma agência de segurança regional europeia da qual os Estados Unidos participam somente como observadores.

Condutividade
A capacidade de um condutor de transportar eletricidade, geralmente expressada como um percentual da condutividade de um condutor de cobre macio de mesmo tamanho

Condutor
1) Um fio ou uma combinação de fios adequados para transportar uma corrente elétrica. Condutores podem ser isolados ou não. 2) Qualquer material que permita o transporte de elétrons.

Distância de Fuga
A menor distância entre dois condutores, conforme medido pelo dispositivo que os separa. A Distância de Fuga geralmente é um parâmetro de design de isoladores ou buchas de isolamento.

Fator de Pico
A proporção do valor máximo em relação ao valor eficaz. Ele representa a faixa de entrada na qual um testador mantém uma operação linear, expressada por um múltiplo do valor total da faixa utilizada. Fator de Pico = Valor máximo/Valor real de RMS para onda senoidal; Fator de pico = 141/100 = 1,41

DC
1) Corrente contínua. 2) Uma corrente que flui em somente uma direção.

Decibel (dB)
Uma unidade usada para expressar a magnitude da alteração do nível de sinais elétricos ou da intensidade do som. Uma classificação de tensão de 1 para 10 equivale a -20dB, 10 para 1 a 20dB, 100 par 1 a 40dB e 1000 para 1 a 60dB. Uma classificação de potência de 10 para 1 não equivale a 20dB, mas a 10dB, pois a potência (P) é proporcional ao quadrado da tensão (V).

dBm
Decibéis em comparação a um miliwatt. Quanto maior for o valor de dBm, o dispositivo transmitirá ou receberá mais energia.

Dielétrico
1) Qualquer meio de isolamento elétrico entre dois condutores. 2) O meio usado para fornecer isolamento ou separação elétrica.

Constante Dielétrica
Um número que descreve a força dielétrica de um material em relação ao vácuo, cuja constante dielétrica é um.

Teste Dielétrico
Um teste usado para verificar um sistema de isolamento. É aplicada uma tensão de uma magnitude específica por um período específico.

Tolerância Dielétrica
A capacidade de materiais e espaçamentos de isolamento de tolerar sobrecargas de tensão específicas por um período específico (um minuto, a não ser que seja especificado diferentemente) sem flashover ou ruptura.

Diodo
Um dispositivo semicondutor de dois terminais (retificador) que exibe uma característica de corrente-tensão não linear. A função de um diodo é permitir que a corrente seja transportada em uma direção e bloquear a direção oposta. Os terminais de um diodo são chamados de ânodo e cátodo.

Farad
O valor de capacitância de um capacitor que apresenta uma diferença de potencial de um volt quando é carregado por uma carga elétrica de um coulomb.

Frequência
Em sistemas CA, a taxa em que a corrente muda de direção, expressa em hertz (ciclos por segundo); Uma medição do número de ciclos completos de uma forma de onda por unidade de tempo.

Aterrar
1. Um termo elétrico que significa conectar ao solo. 2. Uma conexão de condução, intencional ou acidental, pela qual um circuito elétrico ou equipamento é conectado ao solo ou algum corpo condutor com o mesmo papel.

Harmônica
Um componente senoidal da tensão, múltiplo da frequência de onda fundamental. A harmônica é, primariamente, o resultado dos equipamentos eletrônicos modernos de hoje em dia. Os equipamentos eletrônicos atuais são projetados para atrair corrente em “pulsos” em vez da forma homogênea e senoidal usadas pelos equipamentos não eletrônicos antigos. Esses pulsos causam formas de onda de corrente distorcidas, que, por sua vez, causam distorções de tensão. A harmônica de corrente e tensão pode causar problemas como aquecimento excessivo da fiação, das conexões, dos motores e transformadores e pode acidentalmente desarmar disjuntores.

Henry (H)
A unidade de metros-quilogramas-segundos da indutância, que equivale à indutância de um circuito no qual é produzida uma força eletromotriz de um volt por uma corrente do circuito, a qual varia na taxa de um Ampère por segundo.

Hertz (Hz)
1) Uma unidade de frequência que equivale a um ciclo por segundo. 2) Em uma corrente alternada, o número de mudanças de alternância dos pólos negativo e positivo por segundo.

I
Corrente

IEC
Internation Electrotechnical Commission.

Indutância
1) A propriedade de um circuito na qual uma mudança de corrente induz uma força eletromotriz. 2) O componente magnético da impedância.

Corrente de partida
O surto inicial de corrente antes que a resistência de carga da impedância aumente para o seu valor operacional normal.

Isolamento
1) Um material não condutivo usado em um condutor para separar os materiais condutores em um circuito. 2) O material não condutivo usando na fabricação de cabos isolados.

quilo
Um prefixo que indica um (1) mil.

kVA
1) A Potência Aparente expressa em Mil Volt-Ampères. 2) A classificação de Quilovoltampere designa a saída que um transformador pode produzir em uma tensão nominal e frequência sem exceder uma elevação de temperatura especificada.

kVAR
kVAR é a medida do fluxo de corrente reativa adicional que ocorre quando o fluxo de tensão e corrente não estão perfeitamente sincronizados ou não estão em fase.

kW
A Potência Real expressa em quilowatts (kW).

kWh
Quilowatt-hora, o uso de mil watts por hora.

L
Um símbolo usado para expressar indutância. A unidade de medida é “Henry”.

LED
Diodo Emissor de Luz

Megohmetro
Um dispositivo de teste que aplica uma tensão CC e mede a resistência (em milhões de ohms) do isolamento de um condutor ou equipamento.

Ohm (Ω)
Uma unidade de resistência definida como um circuito com uma tensão de um volt e um fluxo de corrente de um Ampère.

Lei de Ohm
U=IR; I=U/R; R=U/I; Onde U = Tensão impressa em um circuito, I = corrente de um circuito e R = resistência do circuito. A Lei de Ohm é usada para calcular a queda de tensão, a corrente de fuga e outras características de um circuito elétrico.

Pico a Pico
A amplitude da forma de onda CA do pico positivo para o pico negativo.

PF
Fator de Potência

Ângulo de Fase
O deslocamento angular entre uma corrente e uma forma de onda de tensão, medida em graus ou radianos.

Rotação de Fase
A rotação de fase define a rotação em um Sistema Polifásico e é geralmente expressa como “1-2-3”, rotação no sentido anti-horário. Empresas dos Estados Unidos usam “A-B-C” para definir os nomes específicos de fases em vez de “1-2-3”. No entanto, algumas se referem à sua rotação como A-B-C, A-C-B ou C-B-A anti-horário, onde “A” pode substituir 1, 2 ou 3. A Europa adaptou R-S-T para definir os nomes das fases.

Polaridade
1) O termo elétrico usado para denotar a relação da tensão em relação a um potencial de referência (+). 2) Em relação a Transformadores, a Polaridade indica a direção do fluxo de corrente pelos terminais de alta tensão em relação à direção dos terminais de baixa tensão.

Fator de Potência
A proporção de energia consumida (watts) em relação à tensão de entrada do produto (volts) multiplicada pela corrente de entrada (ampères). Em outras palavras, o fator de potência é o percentual de energia usada em comparação à energia que passa pelos fios. Adicionar capacitores ao sistema altera o efeito indutivo das bobinas revestidas, convertendo um Fator de Potência Normal (NPF) para a Fator de Potência Alta (HPF).

Faixa
Os limites nominais de operação, especificados pelo ponto mais baixo de calibração até o ponto mais alto de calibração.

Potência Real
O valor médio do produto instantâneo de volts e ampères durante um período fixo em um circuito CA.

Faixa de Referência
A faixa específica de valores de uma quantidade de influência dentro da qual o transdutor atende aos requisitos relacionados a erros intrínsecos.

Valor de referência
Um único valor especificado de uma quantidade de influência dentro da qual o transdutor atende aos requisitos relacionados a erros intrínsecos.

Condições de Referência
Condições de uso de um transdutor prescrito para testes de desempenho ou para garantir uma comparação válida de resultados de medições.

Corrente Residual
A soma algébrica de todas as linhas de corrente em um sistema multifásico.

Resistência
A oposição do fluxo de corrente, expresso em ohms.

Valor Quadrático Médio (RMS)
O valor eficaz de uma corrente ou tensão alternada. O valor de RMS equaliza a uma corrente ou tensão CA a uma corrente ou tensão CC que fornece a mesma transferência de energia.

Curto Circuito
1. Uma carga que ocorre quando um condutor não aterrado entra em contato com outro condutor ou com um objeto aterrado. 2. Uma conexão anormal de impedância relativamente baixa, intencional ou acidental, entre dois pontos de potenciais diferentes.

THD
THD (%THD, Distorção Harmônica Total) — a contribuição de todas as correntes ou tensões de frequência harmônica à corrente ou tensão fundamental, expressa como um percentual dessa corrente ou tensão fundamental.

RMS Verdadeiro
A maioria das correntes e tensões alternadas são expressas em valores eficazes, que também são referidos como valores RMS (Valor Quadrático Médio). O valor eficaz é a raiz quadrada da média do quadrado dos valores da corrente ou tensão alternada. Muitos medidores de alicate com circuitos tipo retificador têm escalas calibradas em valores RMS para medições de CA. Mas, na verdade, eles medem o valor médio da corrente ou tensão de entrada, presumindo que ela seja uma onda senoide. O fator de conversão de uma onda senoide, que é obtido dividindo o valor eficaz pelo valor médio, é 1,1. Esses instrumentos apresentam erro se o formato da corrente ou tensão de entrada for diferente de uma onda senoide.

V
Tensão; Volt.

VA
1) A capacidade ou carga elétrica, expressa em volt-ampères. 2) A classificação de volt-ampères designa a saída que um transformador pode produzir em uma tensão nominal e frequência sem exceder uma elevação de temperatura especificada.

VAR
Volt-ampère Reativo. Consulte também “Potência Reativa”.

Volt
Uma unidade de força eletromotriz. O potencial elétrico necessário para produzir um Ampère de corrente com uma resistência de um ohm.

Queda de Tensão
A perda de tensão em um circuito quando a corrente é transportada.

Watt
1) Em medições de CA, a potência eficaz (medida em Watts) equivale ao produto da tensão, da corrente e do fator de potência (o cosseno do ângulo de fase entre a corrente e a tensão). Watts=E*I *COS(f). Um Watt é uma unidade de potência que considera volts e ampères e equivale a potência de um circuito no qual uma corrente de um Ampère passa por uma diferença de potencial de um volt. 2) Um joule/segundo.

Watt-Hour
1) Uma unidade de trabalho que equivale à potência de um watt operando por uma hora. 2) 3600 Joules.

X
Reatância expressa em Ohms.

Z
Impedância.

Tags
Mostre mais

João Marcelo

Eletrotécnico, Eletrônico, Eletricista, Entusiasta e um amante de Tecnologia.

Artigos relacionados

Close
000webhost logo